DestaqueViagens

El Caminito | Buenos Aires – Cores e beleza no Caos

Em agosto tirei férias e fui conhecer Buenos Aires. Como foi minha primeira vez na cidade, a ideia era turistar mesmo. E quando se fala em Buenos Aires um dos lugares mais conhecidos e emblemáticos é El Caminito.

Também me perguntam o que eu mais gostei de BsAs, bem difícil dizer, viu! Mas uma das coisas que mais me chamaram atenção foi esse lugar, por isso decidi começar por ele as publicações com as dicas da viagem.

El Caminito

O Caminito é localizado no bairro La Boca é uma região muito pobre, por isso vemos tantas casas e construções feitas de placas de zinco e madeira um pouco deterioradas e sujas. Mas ainda assim coloridas, por isso, acho linda a maneira como é possível enxergar beleza no caos.

Conhecido como Rua-Museu, seu trecho abriga mais de 20 obras artísticas de grande importância. O caminho perto dos anos 20, era usado como córrego de um canal que desaguava no Riachuelo. Depois, no mesmo lugar, um bonde portuário seguia pela rua. Uma vez desativado, a rua seguiu seu curso natural. Mas alguns moradores usavam-a como lixão. Foi em 1950 que um grupo de vizinhos se uniu para recuperá-la.

Também por iniciativa do Governo, em 1960, a região foi revitalizada e por isso, mantem-se até hoje as casas coloridas, e o trecho virou um ponto turístico.

O que você precisa saber ao visitar El Caminito?

La Boca é um bairro perigoso. Recomenda-se não sair do El Caminito desacompanhado (também porque há nada a ser feito além de passear pelo caminho).

O ideial é ir de Uber  – e pedir para o motorista te deixar bem próximo a entrada do caminho  – e voltar de Taxi pois o Uber não tem cobertura na região. É importante ressaltar que taxi lá só se for de Radio Taxi e possuir o número na porta (questão de segurança também).

A rua possui vários casais dançando Tango e doidos para puxar os turistas desavidados para uma foto, mas eles costumam cobrar uma gorjeta. Se não está afim de pagar, nem dê a chance a eles.

A região é mantida pelo governo e eles cobram um imposto por isso. O tip de mais ou menos 40 pesos por pessoa é cobrado na conta dos restaurantes, caso você consuma algo por lá.

O que fazer no El Caminito?

Fotos e mais fotos. O lugar como já dito, é um museu a céu aberto, e também é hiper charmoso com suas casinhas coloridas. Escadas, varandas, e tudo são pintados de uma forma que encantam aos olhos. Onde você olha é um clique  – e até por isso foi difícil escolher as fotos para ilustrar esse post.

Há muitas lojistas de souvenirs por lá. Um bom lugar para adquirir os regalos (presentes) que você precisa. Os preços são ok.

Evite almoçar por lá. Além de não ter nenhum lugar gostoso  –  e ainda para nós brasileiros que estamos acostumados com limpeza, lá é bem sujo  –  cobram por tudo. A conta que poderia dar 250 pesos, acaba em 600 pesos facinho.

Mais fotos de El Caminito

Fomos em um dia nublado visitar El Caminito, mas tenho certeza que um dia ensolarado deve ser ainda mais lindo. Mesmo assim fizemos muitos cliques e nos apaixonamos por esse lugar. Visita obrigatória.

Vocês já foram para El Caminito? Me conta quais foram suas impressões desse lugar. =)

Comente com o Facebook

comentários